segunda-feira, 22 de abril de 2019

Yaesu FT-101ZD


Hoje vamos falar de um equipamento que enche os olhos de quem o vê pela primeira vez.
Imponente, com um knob de sintonia bonito e macio, com o âmbar do seu display chamando os olhos para uma visão que descansa, um essímetro bonito com possibilidade de ajuste de AGC, é um transceptor de mesa completo, eficiente e gostoso de operar.
Equipamento com uma recepção excelente, e uma sintonia e audio agradável, é possível ficar horas em frente a este transceptor sem cansar de corujar, conta com a disponibilidade de um filtro notch regulável, opção de recepção de CW wide e near, para quem gosta de DX é um prato cheio.
O display âmbar é um charme a parte, com controle de intensidade de luminosidade, permite uma ótima visualização em qualquer nível de iluminação do ambiente. O essímetro grande dividido para utilização como monitor do ALC, da potência relativa de saída e de corrente de cátodo das duas 6146B na sua saída que garantem 100w de satisfação, conta também com um fundo âmbar, combinando com o charmoso visor digital de frequência.

O equipamento conta também com uma chave que desliga os filamentos das valvulas de saída, permitindo sua utilização somente para a recepção sem gastar horas preciosas da vida dos filamentos das 6146B e da 12BY7.
 Aqui o FT-101ZD em cima de outro clássico que em breve falarei, o irmão mais novo FT-301D
O radio tem diversos recursos, dentre eles um excelente processador de audio que facilita bastante o contato com estações em DX, o microfone original tem uma ótima resposta de audio e complementa bem o equipamento. Tem atenuador de entrada de 10dBs e 20dBs, bom para contatos locais, onde dispensa a utilização do processador de audio, o Noise Blanked é eficiente, o radio conta com oscilador de 100kHz para ajuste do aro interno analógico do dial, seu clarificador pode ser utilizado somente na recepção ou também na transmissão, foi feito em algumas versões esta das fotos é somente SSB e CW, mas há outras versões com AM e com o adicional das bandas novas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário