quarta-feira, 10 de abril de 2013

    Buenas amigos, hoje vou falar um pouco de um transceptor excelente, somente para SSB, mas que pode ser utilizado em AM também, basta saber como se faz, este é o Swan 500C.
    Para mim este é a segunda melhor recepção que eu tive em um transceptor para radioamadores, perdendo somente em qualidade e sensibilidade para o afamado Drake TR-4, que sou um defensor e fã assumido.

    Buenas aí em cima podemos ver o equipamento como um todo, com sua linda fonte de alimentação, este excelente radio utiliza duas 6LQ6 na saída que fornecem facilmente 150 watts de potência


     Nesta imagem podemos observar o dial do Swan 500C, com a informação em bom tamanho e bem distribuida, faz com que este equipamento seja muito fácil de se ajustar na frequência correta, com o auxilio do knob que tem ao lado esquerdo do knob de sintonia, chamado dial set, e colocando o equipamento  no modo de calibração, que envia um sinal de 100khz permitindo o ajuste correto do dial.
    Aqui podemos observar o miliamperímetro que nos possibilita a observação da corrente de carga do equipamento e também o nível de sinal recebido, com numerais de bom tamanho e sem frescuras.
    O equipamento conta também com um limitador de ruidos automático, ANL, e com a possibilidade de operar com a utilização de PTT ou VOX.

     Aqui vemos a imagem interna da fonte de alimentação do radio, de facil acesso aos componentes permitindo uma rápida manutenção sempre que necessário.
     Abaixo com uma visão mais ampla podemos observar o transformador de alimentação de boa potência, para suprir a necessidade geral do radio e o autofalante embutido na caixa da fonte de alimentação, prática comum em equipamentos desta mesma época.
Buenas, em breve colocarei mais algumas fotos e considerações acerca deste aparelho, que em breve deixará meu shack para fazer parte da coleção de outro grande amigo, em seu lugar virá a minha tão sonhada unidade de potência da Delta, Transmissor mod. 370, para operação em amplitude modulada, fechando o conjunto com o casal, transmissor Delta 310 e receptor Delta 309.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Novidades em breve

Senhores, em poucas semanas devo postar algumas novidades que estão esperando para serem publicadas, uma delas é o Yaesu FT-7 que será apresentado e comentada sua performance, este equipamento deixará meu shack em breve, mas nunca deixará meu coração, em seu lugar virá para a minha estação um Yaesu FT-200, onde novamente terei o prazer de ter um equipamento destes na minha coleção, desta vez, para complementar o foco de minha coleção que é voltada a transceptores valvulados e hibridos, o FT-200 será apresentado no blog muito em breve, assim como o Swan 500c que ganhará uma matéria exclusiva, pois me impressionou positivamente em relação a excelente recepção, definitivamente comparavel a do Drake TR-4, também receberão matérias no blog o meu segundo Eudgert Ouro C, um Delta DBR 500 cara azul, outro Delta desta vez um DBR500 II cara preta, um transceptor de AM Delta 120, um Atlas 210X que será re-feito, um transceptor Planar PL68-M que será transformado para cobrir a faixa dos 40m em SSB e AM, e mesmo sendo o blog à respeito de transceptores, receberá uma matéria especial sobre um Transmissor Delta 310 que estará sendo restaurado em breve e o seu par, um receptor Delta 309, que recentemente restaurei. Devo começar estas postagens à partir do mês de abril, pois neste mês estou efetuando a mudança para a praia de armação em Santa Catarina, peço desculpa pelo tempo sem apresentar novidades, mas elas virão com força total. Grande abraço!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CQ Manchester Mineira 2013 - divulgação

   






Não faço mais do que a minha obrigação em ajudar os amigos do CWJF, na divulgação agora do CQ Manchester Mineira de 2013, seguindo a onda do CQMM 2012, que foi espetacular, esperamos que neste ano este grande evento supere as espectativas de todos os amigos do CWJF, então preparem seus equipamentos e antenas, e que venha a edição de 2013 que já tem data marcada, será nos dias 20 e 21 de abril, parabéns aos amigos do CWJF, parabéns ao amigo Ed  PY4WAS pela dedicação e força de vontade exposta durante todo o ano na divulgação deste evento, e que comece a festa!!!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Yaesu FT-7B restauração.

    Buenas, estes são meus dois FT7-B, o primeiro que eu peguei foi o da esquerda, fiz uma troca não muito boa, entreguei meu Yaesu FT101-F na troca por este FT-7B, eu precisava de um equipamento menor para utilizar aqui em Santa Catarina e nas minhas viagens e também buscava o desafio de restaurar meu segundo Yaesu totalmente transistorizado, meu primeiro é o FT-7 que ainda me pertence e está no shack do meu pai PY3AM.
    De cara quando peguei o radio na troca, já percebi que o mesmo não estava nem perto do original, a frente estava pintada com a mesma tinta da caixa, a chave on off foi trocada por uma tipo palanca metálica, a chave do marker estava sem a capinha plástica que recobre a mesma, a tampa superior foi furada para colocar mais um parafuso, varias alterações desnecessárias e muita falta de cuidado com o equipamento.
    Meu primeiro passo, foi procurar e comprar uma sucata do mesmo equipamento com todas as peças que eu necessitava.
     Consegui uma sucata e para minha surpresa, em estado melhor que o meu equipamento, faltando apenas alguns transistores do tanque final. O Yaesu FT-7B, segue a mesma receita de bolo da maioria dos equipamentos da Yaesu, é um radio todo dividido em módulos, o que facilita bastante na manutenção e na correção de defeitos em partes específicas do circuito.
     Minha tática para restauração mudou, vou restaurar a sucata que comprei por ultimo e deixar o outro radio em condições de ser restaurado no futuro. Para isso eu corrigi pequenas modificações errôneas que foram feitas dentro do radio que comprei primeiro (vamos chama-lo de radio 1), usando a "sucata" (vamos chama-lo de radio 2) como gabarito, pois esta está praticamente integra por dentro. Comecei corrigindo o atenuador do radio 1, e neste momento estou trabalhando em cima da ultima parte que falta corrigir que é a placa do marker do radio 1 de acordo com a do radio 2.
Minha intenção é usar o radio 2 para mim, mas deixar o radio 1 perfeitamente recuperável, para isto o Rafael PU3TZY que imediatamente solicitou o mesmo para ele, se quiser manter o tanque de saída original, vai ter que gastar somente com um 2sc1589 e um 2sc2395, pois os dois transistores de saída, neste caso dois MRF455 estão no local.
     Acima podemos ver o tanque final do radio 1 que será transferido para o radio 2.
    Nesta outra foto ten-se uma ideia melhor da comcepção modular dos equipamentos da Yaesu, este no caso é o radio 2 que receberá o tanque final do radio 1, e que será meu equipamento para uso movel/portátil, levarei o mesmo em acampamentos, ativações de faróis aqui em Santa Catarina, (onde resido no momento) e DX peditions, quando eu tiver um tempo para participar das mesmas.
     Detalhe da retirada do modulo de amplificação de audio do receptor e pré-amplificação de microfone, módulo PB1648, este modulo me deu um grande trabalho, pois um pequeno capacitor dele entrou em curto e mandou para o espaço uma resistência de 2,2ohm que fica na placa base do equipamento, levei tres dias em cima deste módulo para solucionar o problema, mas consegui.
    Acima está o detalhe do capacitor que entrou em curto e me causou uma grande e divertida dor de cabeça.    Bom amigos, é isso, abaixo deixo um video que fiz contando um pouco da história destes dois equipamentos e o que pretendo fazer para de imediato recuperar o radio 2 e deixar o radio 1 apto para ser recuperado futuramente.
    Buenas abaixo segue mais um video, feito no dia 01/07/2011 testando a recepção do radio 2 com apenas um pedaço de fio no conector de antena, a gravação ficou muito escura pois para evitar interferências das lâmpadas ecônomicas optei por deixar apenas uma delas acesa, a que não interfere tanto na recepção.
    Como se pode observar no video, o radio possui uma recepção muito boa e muito sensível, apesar de alguns ruídos que foram captados, levem em consideração que atualmente estou residindo provisóriamente no centro de Balneário Camboriú, rodeado de predios e obras por todos os lados, onde se recebe das mais diversas fontes de ruidos da cidade.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Yaesu FT-101F - O clássico dos clássicos.

    Buenas senhores, na foto acima podemos ter a visualização do clássico japonês, que desbancou as fabricantes americanas e conquistou o mundo inteiro com facilidade.
    Com sua recepção muito sensível, (mas nem tanto quanto a do Drake), com controles de fácil operação, com processador de audio, vox, noise blanker, RF attenuator e com um RIT fantástico, este radio apesar de antigo cativa até o mais exigente dos radioamadores.
     Com controles de fácil utilização, praticamente auto ilustrativos, boa visibilidade do dial e dos instrumentos de leitura, a linha FT-101 veio para consolidar o domínio japonês na tecnologia de construção de transceptores, fazendo a liderança nipônica perdurar até os dias atuais.
    O galvanômetro, de fácil leitura, permite leitura de ALC, corrente de cátodo e rendimento final obtido. Um radio multibanda robusto e de fácil oepração, a linha FT-101 tem na minha opinião, uma das melhores modulações em SSB obtidas até hoje em um equipamento de circuito rudimentar e quase auto-didático.
     Na parte traseira, além da ventoínha tipo cooler para refrigeração do tanque final, a possibilidade de ligação dos mais diversos periféricos, fez desta linha, uma das mais presentes nos shacks de radioamadores mundo afora, com possibilidades de ligar um monitor escope, um frequencímetro, vfo remoto, transverteres, fone patches e outras dezenas de equipamentos.
     Na foto acima, pode-se verificar na parte direita, o case onde se encontram os dois transistores do conversor de 12v para operação movel do transceptor.
     As tomadas tanto de alimentação do transceptor, com 12 pinos, onde se pode chavear para alimentação em 12v, assim como o soquete que tira de operação o tanque final, para ser utilizado um transverter ou outro equipamento.
     No lado esquerdo do conector de antena, se vê o fusível de entrada de RF, tipo lâmpada piloto.
     O tanque final, com duas 6JS6 em push pull, de fácil sintonização e boa operação em todas as faixas, claro que nas frequências mais altas, ele não tem o mesmo rendimento que nas faixas de frequência mais baixa.
     Vista do interior do equipamento, deixando a tecnologia de slots de facil manutenção a mostra.
    Com a utilização de sistemas de engrenagens na sintonia do tanque final e wernier de boa atuação no knob de controle do dial, a linha FT-101, deixou seus transceptores mais precisos e de melhor maleabilidade.
    Buenas amigos, este é o meu FT-101F, o mais fiel companheiro do meu shack, atualmente estou trabalhando em santa catarina e ele veio junto, mas prometo que quando eu voltar ao Rio Grande do Sul em julho, farei a matéria sobre o Swan 500C, o poderoso americano.
    Acima temos um teste da recepção do yaesu FT-101F efetuado com o auxilio de um transceptor da faixa do cidadão e receptor de ondas médias Onkyo TRC-111A, com baixa potência e bateria fraca.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Eudgert - Começo do restauro

Buenas, aqui as tampas restauradas, obra do meu sogro:
    Foram jateadas a micro-esfera, e pintadas eletrostaticamente na cor marron escuro martelado.
     Aqui vemos também a grade da fonte, que foi jateada e pintada de aluminio epóxi.
     Na imagem acima, vemos o Eudgert pré-montado, só para visualização, pois ainda terei de trabalhar no interior do mesmo, vou adaptar duas valvulas PL509 na saída, no lugar das 6HF5 que estão cada vez mais caras.
     Acima vemos a fonte de alimentação original, que me foi presenteada pelo Marcínio Stabile, vou trocar o conector e colocar o radio em funcionamento muito em breve.
    Pode-se observar o interior da fonte de alimentação, em estado ímpar.
    Aqui vemos como ficará o equipamento já montado, ainda preciso conseguir um knob original, efetuar a alteração na saída, (já comentado mais acima), e acertar o microfone DAM, que é muito bom, para funcionar no velho Eudgert Ouro C, agora falta pouco, já já devo terminar!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Eudgert Ouro C - chegou meu novo brinquedinho!

     Buenas! Aí está meu mais novo velho bichinho, vai ter lugar de destaque na estação e já ganhou posição na fila pra Restauro, trata-se de nada mais, nada menos que um Eudgert 400-A4 Ouro C, ganhei hoje o presente trazido pelo PY2TI Ride.
     Como podemos ver, e como eu podia prever, vou ter bastante trabalho pela frente, o Ride já tinha me avisado, mas confesso, até achei que estivesse bem pior. As valvulas de saída, um knob e o transformador da fonte, são as unicas peças faltantes no transceptor, mas não vai ser dificil para mim conseguir nenhuma destas peças, em ultimo caso, coloco um par de 6146B na saída do velho Eudgert de guerra.
    Os outors knobs estão em estado razoavel e poderão ser restaurados sem maiores problemas, porém um deles, não tem mais condição, (mesmo assim ainda tentarei restaura-lo), mas a diversão vai ser grande, já já vou postar mais fotos dele.
     Buenas, aqui aparece bem, as partes que eu vou ter o maior trabalho para fazer,  retocar a pintura em partes pequenas da faichada, sem deixar que apareçam os retoques, exigem um cuidado ímpar e a coloração da tinta bem calculada, apagar aquele PU escrito abaixo do mostrador da frequência, é palavra de ordem para mim, ainda existem RAs com mania de colocar seus prefixos na cara de equipamentos como estes.
     Aí está o dial do Eudgert, mal tive tempo pra tocar nele ainda, mas já vou tratar de lubrificar e ajustar os mecanismos internos do wernier.    Finalmente consegui ter um Eudgert, é um dos radios mais cobiçados para a minha estação à anos, mas agora tenho a obra do gênio Gert Wallerstein na minha coleção, não está pronta, mas quando ficar, vai ser de babar, aliás se alguém tiver uma fonte de Eudgert para vender ou  mesmo um transformador, entre em contato que eu quero adquirir.
    Este é o Ouro C 400-A4, numero de série 793.